Saiba como o desemprego tem afetado a vida dos brasileiros

Hoje vivemos tempos graves de crise econômica e recessão de vários setores, e muito disso tem a ver com as formas como o desemprego tem afetado a vida dos brasileiros.

Não poder trabalhar, não poder exercer uma atividade laboral e não poder contar com a renda proveniente são situações realmente desesperadoras e muito, muito triste, mas é o que vemos quando olhamos ao redor, quando abrimos a porta!

A questão é que isso vai além do microcosmo social correspondente às famílias, e se alastra por ruas, cidades, estados e por todos os cantos do país. A seguir vamos avaliar de que maneira o desemprego tem afetado a vida dos brasileiros! Confira!

Saiba como o desemprego tem afetado a vida dos brasileiros

Saiba mais sobre como o desemprego tem afetado a vida dos brasileiros

A ideia de que o desemprego tem afetado a vida dos brasileiros não é exagerada, mas profundamente realista. A gente nunca acha que existe esse peso tão forte na conquista de uma vaga de emprego, mas existe sim.

Não se trata apenas de resolver a sua vida econômica e financeira, ou de se ocupar. Se trata de vermos um país inteiro abalado com o fato de que uma parcela considerável da população (15%) está longe de se resolver nesse sentido.

A seguir nós vamos falar um pouco mais sobre de que forma o desemprego tem afetado a vida dos brasileiros, então veja as nossas dicas, os nossos apontamentos e aproveite ao máximo todas as informações que vamos trazer:

  • Povo mais triste – Como muita gente sabe a depressão é um dos maiores problemas relacionados ao desemprego. É claro que existem outros fatores de risco a desencadear essa doença, mas esse é um deles.

Entender isso é primordial quando olhamos para a situação do povo brasileiro, atualmente. As pessoas não parecem tão felizes quanto já foram um dia e todos parecem se sentir bastante travados e chateados;

  • Povo mais violento – Uma das problemáticas relacionadas a ausência de vaga de emprego em diversos ramos é que naturalmente a violência acaba crescendo, e crescendo muito.

Isso porque quanto maior for a desigualdade econômica mais a parte excluída e marginalizada da sociedade vai se insurgir contra os que “tem mais”, não buscando apenas bens, mas reparação social.

Essa reparação muitas vezes se dá na forma da concretização da violência física e moral. É necessário compreender esse processo e ver como ele é tão presente no nosso dia a dia e na nossa existência;

  • Povo mais pobre – Quando olhamos para o lado vemos mais gente vivendo na rua, mais gente pedindo dinheiro e mais gente tendo dificuldade para fechar as contas no final do mês.

É triste, mas é algo recorrente mesmo, e nós temos que ter a boa vontade de compreender que quanto menos as pessoas estiverem empregadas mais pobreza haverá.

Afinal de contas, os recursos não têm de onde sair, e todo mundo aperta os cintos para viver como pode. A sobrevivência vira a prioridade e não a vivência, o que é extremamente triste, mas absolutamente realista também;

Busque você o seu emprego

Sim, é bem verdade que o cenário atual é desolador e até desesperador, mas se você quer ter um trabalho para chamar de seu é importante compreender que isso é sim possível, mas você tem que correr muito atrás e se esforçar demais.

Não é algo que vai rolar rápido, e talvez você ainda faça parte por um tempo da massa que percebe como o desemprego tem afetado a vida dos brasileiros. A questão é que com consistência no seu foco as suas realizações vão rolar, de verdade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *